Hábitos Alimentares que ajudam a preservar seu cérebro

Embora o cérebro seja um órgão tão complexo, que determina quem nós somos e como nós trilhamos nosso caminho através deste mundo, as formas de cuidado com ele é simples. Basta manter estes fatos básicos em mente:

1. Seu cérebro ama gordura – 60% do seu cérebro é feito de gordura do tipo ômega-3, portanto, o ideal é que o consumo deste tipo de gordura seja alto. Seu cérebro adora especialmente omega-3, mas ele também precisa de gorduras omega-6. Estas gorduras são essenciais para o bom funcionamento do cérebro e estão contidas em alimentos como peixes, nozes, castanhas e amêndoas, além de Goji Berry, Mirtilos e Cramberry.

2. Seu cérebro ama Água – A maior parte do seu corpo é composta por água, então você precisa beber água para manter seu corpo hidratado e seu cérebro saudável.

3. Seu cérebro ama Proteína – A proteína é importante não só para a construção muscular, mas também para manter seus neurônios se comunicando de forma eficaz. Se você não consumir o suficiente de proteína de boa qualidade, seus neurônios sofrerão um pouco para conversar uns com os outros, e isso pode causar dificuldades com relação a concentração e a memória. A proteína deve ser orgânica, pode ser de origem animal ou de origem vegetal através de grãos, legumes ou frutas oleaginosas como nozes, castanhas e amêndoas.

4. Seu cérebro é o órgão mais ganancioso do seu corpo Seu cérebro é o órgão que mais consome energia no corpo. Ele necessita de um fornecimento constante e estável de carboidratos de boa qualidade. Legumes e frutas com pouco açúcar são boas fontes de carboidratos. Consuma cereais integrais e leguminosas, estes alimentos são fonte de energia e farão muito bem ao cérebro.Prefira alimentos frescos, pois estes alimentos contém maior quantidade de vitaminas e minerais capazes de fornecer energia para o cérebro.

5. Café – A cafeína fornece energia de forma rápida para o cérebro, pois estimula a liberação de adrenalina. Isso faz você se sentir mais disposto a iniciar novas atividades, mas esta disposição irá diminuir gradualmente. Experimente alguns tipos de chás de ervas ou água com limão.

6. Seu cérebro precisa de carboidratos saudáveis – Se você está sempre consumindo doces industrializados como chocolates, balas e afins, cuidado. Estes tipos de açucares são fontes de carboidratos que não fazem bem ao organismo. Quando as pessoas estão cansadas, com insônia, estresse contínuo e se sentindo sobrecarregadas, muitas costumam encontrar nos doces industrializados uma fonte de energia. Mas isto não faz bem para o organismo ou para o cérebro. O ideal é consumir carboidratos de fonte natural como nozes, castanhas e amêndoas ou outras oleaginosas.

7. O que passa pelo seu intestino afeta diretamente seu cérebro – Ao contrário da crença popular, você não é o que você come – você é o que você absorve. Isso significa que o que você consome afeta diretamente todo seu corpo, inclusive o cérebro. O alimento precisa ser digerido pelo estomago, absorvido pelo intestino e os resíduos devem eliminados de forma eficaz, para que seu organismo possa se estar plenamente saudável. Seu cérebro precisa receber os nutrientes que são absorvidos, por isso faz todo o sentido garantir que o seu intestino esteja funcionando bem.

8. Se o seu organismo não gosta de um alimento, seu cérebro vai se opor também – Se você é intolerante a algum alimento, como trigo ou laticínios, seu cérebro estará sempre focado em reagir a estes alimentos. Isto, claro, afeta negativamente sua memória. Muitos pesquisadores ainda estão trabalhando para descobrir exatamente por que a intolerância alimentar afeta o cérebro de forma tão negativa, mas se você suspeita ser intolerante a algum alimento específico, deixe-o fora de sua dieta por algumas semanas, e veja como seu organismo reage.

9. Aditivos alimentares não somam Para melhor funcionamento do cérebro – Verifique os rótulos dos alimentos que você está consumindo. Se você consome muitos alimentos frescos como frutas e legumes, não se preocupe, mas há aditivos em alimentos enlatados e processados ​​que podem causar danos ao seu corpo e cérebro. Grande parte dos aditivos presentes nestes alimentos são conservantes, evitando assim qualquer perda de receita para o fabricante. Além disso, alguns aditivos são extremamente nocivos, como MSG, que é uma excito toxina capaz de causar danos e eventualmente a perda de neônios quando consumido em excesso.

Fonte: Food Maters

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*