Castanha de caju, nutritiva e brasileira

Relaxante, a castanha de caju protege o coração, pois controla o colesterol e a pressão arterial

Originária do Brasil, a castanha de caju oferece uma polpa saborosa e nutritiva. “Seu teor de vitamina C é maior que o da laranja e tem boas quantidades de niacina, uma das vitaminas do complexo B que combate problemas de pele”, comenta a nutricionista Juliana Castelli. E essa parte da fruta não é a única capaz de melhorar a saúde: escondidas na castanha de caju estão substâncias poderosas que afastam desde o envelhecimento até problemas cardíacos.

Coração forte

“A castanha de caju contém vários tipos de aminoácidos, com destaque para o argimino. Essa substância tem papel importante na prevenção de doenças cardíacas, pois é transformada em óxido nítrico, que dilata as artérias e diminui a pressão”, explica Juliana.

Rica em gorduras poli-insaturadas, a castanha de caju ainda regula as taxas de colesterol sanguíneo e a formação de coágulos, protegendo as artérias e reduzindo o risco de infarto.

O recomendado é consumi-la sem sal, para que o efeito sobre a pressão arterial não seja inverso. Na hora da compra, se optar pelo produto industrializado, fique atento ao rótulo: as castanhas de caju vendidas prontas para o consumo geralmente são fritas em gordura hidrogenada, o que pode interferir em seus benefícios.

Relaxe!

“A castanha de caju é rica em vitaminas, cobre e triptofano. Por isso, é utilizada para controlar a irritabilidade, o cansaço e o nervosismo”, afirma a nutricionista Isabel Jereissati. O triptofano participa da produção de serotonina, uma das substâncias que agem no cérebro amenizando sintomas de estresse.

Outro nutriente que auxilia na formação da serotonina é o magnésio, presente em grande quantidade na castanha de caju, ponto extra para a sensação de bem-estar. A carência do mineral pode provocar ansiedade, agitação e fraqueza muscular. Por ter efeito relaxante, o magnésio pode ajudar a combater sintomas da TPM. Além disso, previne os inchaços, comuns no período pré-menstrual.

Outro problema provocado pela TPM que pode ser aliviado com o consumo de castanha de caju são as cólicas. Rico em vitamina E, o alimento regula a produção do hormônio prostaglandina, reduzindo inclusive dores de cabeça e nas mamas. Essa substância é uma das responsáveis pelo aumento da sensibilidade às dores.

Jovem por mais tempo

A vitamina E também age como antioxidante e, por isso, retarda o envelhecimento das células. Por ser lipossolúvel, precisa de gorduras para circular pelo organismo, e a castanha de caju oferece esse transporte, pois possui gorduras de boa qualidade.

A loja Biomarket vende Castanha de caju crua em embalagem de 150g Compre aqui

Fonte: Revista Saúde Todo Dia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*