Alimentos Verdes e o Bem para o Nosso Coração

Apesar dos benefícios ao coração serem comuns às frutas de coloração verde, estas cumprem a função a partir dos nutrientes distintos. Enquanto o limão e o kiwi são ricos em vitamina C, que protege a parede de veias e artérias e melhora o fluxo sanguíneo, o abacate tem como principal nutriente o ômega 9, gordura boa que equilibra os níveis de colesterol no sangue.

Mas esses alimentos não fazem bem apenas ao coração: também regulam a pressão arterial, aumentam as defesas do corpo contra infecções e auxiliam no combate a anemia.

Coração Fortalecido

Apesar de calórico, o abacate pode ser um grande protetor do coração se consumido na medida certa. Isso porque a fruta contém um conjunto de nutrientes que trabalham para manter a saúde cardiovascular.

Entre eles estão o ômega 9, uma gordura benéfica que reduz os níveis de colesterol ruim (LDL) e total do sangue, aumenta os de colesterol bom (HDL) e ainda é anti-inflamatória; e as vitaminas C e E que, por serem antioxidantes, combatem os radicais livres.

Assim, a ação dessas substâncias contribui para evitar a formação de placas de gorduras nas paredes arteriais e, consequentemente, problemas como pressão alta e infarto, além de prevenir tumores. A vitamina E ainda possui propriedade anti-inflamatória, favorece o metabolismo muscular e protege os glóbulos vermelhos.

Estudo realizado pela Universidade de Shizuoka, no Japão, também mostra que o abacate pode proteger o fígado, reduzindo a ação de toxinas semelhantes às do vírus da hepatite.

Faxina no Organismo

Alimento extremamente versátil, o limão é presença constante na cozinha, seja em sucos, doces, saladas, temperos, entre outras receitas.

É uma das mais importantes fontes de vitamina C, nutriente que protege a pele dos raios solares, ajuda na cicatrização e age contra infecções; ácido cítrico, antioxidante que caracteriza o sabor do limão. A combinação da vitamina C e do ácido cítrico combate os radicais livres e aumenta a resistência do sistema imunológico, ou seja, previne gripes e resfriados.

Também é rico em flavonóides, substâncias antioxidantes que agem como anti-inflamatórios naturais, protegem as células e auxiliam na redução do colesterol ruim.

Os benefícios dessa fruta chegam até a casca, que contém D-limoneno, um óleo essencial que auxilia na prevenção de câncer. É um poderoso solvente de toxinas e gorduras, dissolvendo cálculos renais e ajudando a desentupir veias e artérias. Por isso, uma dica é utilizar rapas de limão em pratos culinários ou fazer sucos com a fruta inteira, a chamada limonada suíça.

Fibra Poderosa

O kiwi é a fruta que fornece mais nutrientes por caloria. Também, não é à toa. Com apenas 40 calorias, contém altas doses de polifenóis, vitaminas C e E.

De acordo com pesquisa feita pela Universidade de Oslo, na Noruega, graças a esses nutrientes antioxidantes, a ingestão diárias de 2 (dois) kiwis pode ajudar a prevenir doenças cardiovasculares.

A vitamina C ainda aumenta a produção das células de defesa, conserva os vasos sanguíneos e tecidos e melhora a absorção de ferro, ajudando no combate à anemia.

Além disso, o kiwi é rico em pectina, uma fibra solúvel que, quando digerida, forma uma espécie de gel que, além de promover a sensação de saciedade por mais tempo, auxilia na eliminação de colesterol e toxinas do organismo. Tem também a função de regular a absorção intestinal dos açúcares provenientes dos alimentos – papel importante na dieta de pessoas com diabetes.

Recomendamos um consumo ideal de: abacate – ½ unidade pequena em dias alternados; kiwi – de 1 a 2 unidades por dia; limão – 2 unidades por dia, distribuído em sucos, saladas, temperos, etc.

Fonte: A Nutricionista.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*