Beber leite melhora memória e desempenho do cérebro

Beber ao menos um copo de leite por dia, além de garantir cálcio e proteínas, pode ter impacto positivo sobre o desempenho cerebral e mental, de acordo com estudo publicado no International Dairy Journal. Os pesquisadores da University of Maine, nos Estados Unidos, testaram o cérebro de mais de 900 homens e mulheres de 23 a 98 anos de idade para chegar aos resultados.

Foram testadas as habilidades visual-espaciais, verbais e da memória de trabalho dos participantes. Eles também foram perguntados sobre o consumo de leite e outros hábitos. Os melhores resultados nos testes de desempenho mental foram obtidos por aqueles que consumiam mais leite, comparados aos que bebiam pouco ou nada. Os benefícios continuaram mesmo depois da eliminação de fatores que podem afetar a saúde do cérebro, como doenças cardiovasculares, estilo de vida e dieta.

Embora mais estudos sejam necessários para definir o motivo dos benefícios, os pesquisadores sugerem que alguns dos nutrientes do leite exercem efeito direto na função cerebral. Eles também acreditam que pequenas mudanças no estilo de vida – tais como beber mais leite – pode ser uma oportunidade ímpar para retardar ou impedir deficiências neuropsicológicas.

Memória em dia: alimentos que estimulam o cérebro

A fisetina é uma substância que se encontra no morango, pêssego, uva, kiwi, tomate, maçã e também na cebola e espinafre. Segundo o Instituto Salk, na Califórnia (EUA), essa substância vem sendo considerada fundamental para manter a memória jovem, porque sua função é estimular a formação de novas conexões entre os neurônios (ramificações) e fortalecê-las. Os alimentos deste grupo contêm substâncias que facilitam a comunicação entre os neurônios, aumentando também a capacidade de pensar, se concentrar, aprender e memorizar. Confira abaixo alguns nutrientes e minerais amigos do cérebro, indicados pela nutricionista Daniela Cyrulin:

– Zinco, Selênio, Ferro e Fósforo: sais minerais que participam de inúmeras trocas elétricas e mantêm o cérebro acordado e ativo (elétrico). Presente em todas as sementes e grãos, em raízes e nas folhas verde escuro, iogurtes.

– Vitamina E: poderosa ação antioxidante. Presente em todas as sementes e grãos, como também em óleos vegetais prensados a frio.

– Vitamina C: famosa ação antioxidante. Presente nas sementes frescas e cruas que foram pré-geminadas, assim como na maioria das frutas.

– Vitaminas do complexo B: regulam a transmissão de informações (as sinapses) entre os neurônios, presente nas sementes e nas fibras dos alimentos integrais e proteínas.

– Bioflavonoides: são polifenois com forte ação antioxidante. Além das sementes, são encontrados também no limão, frutas cítricas, uva e nas folhas verde escuro.

– Colina: participa da construção da membrana de novas células cerebrais e na reparação daquelas já lesadas. Presente na gema do ovo e em todas as sementes e grãos (predominância na soja), como também em óleos vegetais prensados a frio.

– Acetil-colina: um neurotransmissor, fundamental para as funções de memorização no hipocampo. Presente na gema do ovo e em todas as sementes e grãos (predominância na soja), como também em óleos vegetais prensados a frio.

– Fitosterois: estimulante poderoso do sistema de defesa do organismo, reduzindo proliferação de células tumorais, infecções e inflamações. Presente em todas as sementes e grãos, como também em óleos vegetais prensados a frio.

– Fosfolipídeos (entre eles a Lecitina): funcionam como um detergente, desengordurando todos os sites por onde passa. Além disso, participam na recuperação das estruturas do sistema nervoso e da memória. Presente em todas as sementes e grãos (predominância na soja), como também em óleos vegetais prensados a frio.

– Ômega-3: funciona como um antiinflamatório poderoso, evitando a morte dos neurônios. Existem somente três fontes: os peixes de águas frias e profundas e as sementes de linhaça e prímula.

– Carboidratos: a glicose é a energia exclusiva do cérebro. Por isso, ficar muito tempo sem comer carboidratos diminui a atividade mental. Carboidratos complexos (pão, batata, grãos) são absorvidos mais lentamente, fornecendo energia de forma regular. Já o açúcar dos doces é absorvido tão rapidamente que é armazenado como gordura, sem fornecer energia de modo constante.

Saiba mais

– Cafeína: é um potente estimulante do sistema nervoso central. Tem efeitos positivos, como aumento da disposição física e diminuição do sono. Em excesso, causa danos à memória. Café e chá verde.

– Triptofano: aminoácido que atua no sono e na performance cerebral. Pode ser encontrado no leite, queijo branco, nas carnes magras e nozes.
Read more http://yahoo.minhavida.com.br/alimentacao/materias/14654-beber-leite-melhora-memoria-e-desempenho-do-cerebro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*