Avelã, de mãe para filho

A avelã contém substâncias que melhoram o desenvolvimento dos bebês durante e após a gestação

Ômega 9. Esse é o nome da substância benéfica, presente na avelã, capaz de diminuir as taxas de colesterol ruim (LDL) na corrente sanguínea. É uma gordura monoinsaturada, também encontrada em boas quantidades no azeite, que influencia no desenvolvimento do sistema nervoso. Por isso, é importante que as mulheres, durante a fase de amamentação, consumam alimentos ricos em ômega 9, o que vai interferir positivamente no potencial intelectual dos bebês.

A avelã também traz benefícios para as futuras mamães. “Contém ácido fólico e vitamina E”, diz a nutricionista Isabel Jereissati. O ácido fólico, conhecido como vitamina B9, também é necessário para o sistema nervoso do bebê se desenvolver corretamente. No entanto, é preciso incluir o nutriente na alimentação antes mesmo de engravidar e durante a gestação, pois o ácido fólico deve agir desde o início da formação do feto e no período de desenvolvimento.

Outras fontes de ácido fólico são as verduras verde-escuras, o gérmen de trigo, abacate, brócolis e melão. Esse nutriente é um dos que auxiliam na prevenção de câncer de pulmão, segundo pesquisas da Faculdade de Saúde Pública da USP (Universidade de São Paulo).

É afrodisíaco?

As avelãs e outras oleaginosas melhoram a circulação, o que pode favorecer a ereção e a libido. “Também são ricas em zinco, mineral que participa da produção do hormônio testosterona. Outros nutrientes aumentam a síntese de óxido nítrico, uma substância responsável pela vasodilatação, facilitando a ereção”, explica a nutricionista Barbara Sanches.

Um dos elementos responsáveis pelo efeito dilatador dos vasos sanguíneos é o aminoácido arginina. “Graças a essa ação vasodilatadora, a avelã contribui para a redução do risco de doenças do coração e pode ajudar no tratamento de impotência sexual”, complementa a nutricionista Fernanda Granja.

Combine nutrientes!

A avelã contém boa quantidade de ferro, mas esse mineral, quando provém de um alimento de origem vegetal, precisa da vitamina C para ser bem absorvido. Salpicar avelãs trituradas em saladas de frutas é uma boa opção para garantir doses dos dois nutrientes e prevenir a anemia.

Laranja, mamão, goiaba e morango são fontes de vitamina C, que ainda colabora com a elasticidade da pele e reduz a formação de placas de gordura nas artérias. A avelã também contém cobre, que participa do sistema de defesas do organismo e age como antioxidante.

Como consumir?

Longe de ser apenas ingrediente extra de chocolates e bolos, a avelã pode ser consumida de diferentes formas, basta variar! “Oleaginosas são alimentos muito versáteis e podem ser consumidas em receitas salgadas e doces, como pães e bolos, salpicadas em saladas de frutas, misturadas no arroz, em cereais integrais, vegetais assados, no preparo de granolas caseiras e em carnes, aves e peixes”, indica Isabel.

Fonte: Revista Saúde Todo Dia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*