Dieta Crudívora – 10 dicas para quem está a começar

Eduque-se e Informe-se.

Não se consegue adquirir uma educação completa em alimentos crus, em poucos minutos. É necessário tempo para entender tudo o que há para saber… Leia, pesquise e procure trocas de experiências. Isso lhe trará clarezas sobre as mudanças que estará a fazer e os benefícios de saúde que vai ganhar, ao escolher abraçar este estilo de vida.

Cuidado com o que irá dizer aos seus amigos e familiares.

Ao contrário do que se poderia esperar, os seus amigos e familiares podem não estar disponíveis para dar todo o apoio que espera. Eles irão fazer perguntas como “onde irá buscar a sua proteína se parar de comer carne? “e “como fará para comer fora ou comer em eventos familiares e sociais? ” Pode ser uma boa ideia partilhar esta mudança com calma, principalmente quando se trata da sua família, até que estabeleça uma estrutura e uma rotina que funcione bem para si. Em vez de lhes dizer que está a começar uma nova dieta de alimentos crus, diga apenas que está a tentar incorporar mais alimentos crus na sua dieta habitual. Será mais fácil conseguir o apoio que ajudará nesta decisão, que será sempre muito saudável.

Identifique o que funciona melhor para si.

Todas as pessoas são seres únicos, diferentes, e as coisas que funcionam para uns podem não funcionar para si. Não tenha medo de experimentar novos alimentos. Esteja completamente aberto(a) para experimentar novos sabores e novas texturas, sem tentar ir “buscar “os outros paladares tradicionais que conhece e aprecia. Sempre que a receita permitir, adapte os pratos ao seu paladar, retire os ingredientes que não aprecia e/ou inclua os que mais gosta.

Seja criativo(a) e planeie os seus menus antecipadamente, para maximizar a eficiência. Ajuste os temperos à sua medida e utilize ervas aromáticas à vontade. Para salgar use sal rosa do Himalaia ou flor de sal e para adoçar use mel, geleia de agave ou tâmaras.

Comece devagar.

Assim como deve fazer o aquecimento antes de uma rotina de exercícios físicos, deve “aquecer” antes de abraçar um novo estilo de vida alimentar.

Para já, esqueça o que terá que eliminar e concentre-se em introduzir todos os dias uma opção crudívora no seu menu, e assim tente algo novo diariamente. Smoothies e sucos de frutas com vegetais são excelentes para começar. Estão repletos de enzimas, vitaminas, força vital, minerais alcalinos e muito mais, aumentando a sua energia e fortalecendo o sistema imunitário.

Incorpore gradualmente alguns alimentos crus na sua dieta todos os dias até atingir o que é comum para a maioria das pessoas nesse estilo de vida: 75 a 80 por cento de alimentos crus.

Coma muitas verduras.

Folhas verdes são suas amigas, porque contêm clorofila, vitaminas, minerais, fibras e outros nutrientes essenciais para apoiar a saúde do seu corpo e ajudar a desintoxicar. Sucos verdes e smoothies verdes são fáceis de digerir e são capazes de “arrumar o assunto”, quando se trata de comer bastante verduras. Mastigue muito bem os alimentos e tenha atenção às quantidades, a comida crua sacia muito mais rápido do que a comida cozinhada.

Atenção à quantidade de frutas.

Todo mundo adora frutas. E se vai ter que parar de comer carne e aqueles bolos e biscoitos que tanto adora, poderá querer compensar com a fruta. Mas tenha cuidado, por mais tentador que seja, consumir excesso de fruta no início poderá agravar alguns problemas de saúde. É importante equilibrar a sua dieta com uma boa quantidade de frutas e vegetais. É melhor consumir a fruta da manhã ou como no lanche da tarde e misturar frutas sempre com verduras, como numa salada por exemplo, isso evitará que o açúcar seja assimilado todo de uma vez.

Comer comida suficiente e medir a sua ingestão.

Não comer o suficiente é provavelmente a razão pela qual as pessoas falham primeiro ao começar a dieta de alguns alimentos. É importante medir para garantir a ingestão diária de calorias necessárias para o bom funcionamento do seu organismo, como também a quantidade de gordura e proteína. Certifique-se de que está a consumir comida suficiente, especialmente no início, quando é tudo novo para si. A alimentação crudívora, em comparação com a alimentação cozinhada, é muito superior em volume, mas muito inferior em número de calorias, ou seja, deve-se consumir muito mais alimentos crus.

Considere suplementos.

A maioria das pessoas, independente do seu tipo de alimentação, consome proporções insuficientes de vitamina B12, vitamina D e ácidos graxos essenciais. Poderá querer verificar os seus níveis antes de iniciar uma dieta de alimentos crus e considerar tomar suplementos para compensar o que falta no seu corpo. Certifique-se de que está a receber o suficiente daquilo que precisa.

Beba muita água.

Beber água é natural e é algo que todos devemos fazer diariamente, quer façamos uma alimentação baseada em alimentos crus ou não. Na verdade, alimentos crus contêm mais água do que alimentos cozidos, mas ainda assim, a hidratação é um processo essencial. Se tiver oportunidade de escolher, prefira beber uma água que seja filtrada de ph alcalino e de preferência ionizada.

Viva saudável em todos os sentidos da palavra.

Uma dieta de alimentos crus não é apenas uma dieta para ajudar a atingir o seu peso ideal. Ela pode ser muito mais do que algo que se implementa temporariamente só para desintoxicar. Se realmente quiser colher os benefícios de saúde de uma alimentação crudívora, deve tratá-la mais como um estilo de vida, do que como uma dieta. Isto significa cuidar bem do seu corpo, adotar hábitos saudáveis, fazer exercícios físicos regularmente, e dormir bem. Procure viver saudável em todos os sentidos da palavra.

 

Fonte: criscarvalho

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*